Dados preliminares da Secretaria Estadual da Saúde revelam que 45% (3.971) dos 8.775 casos de violência notificados nos serviços de saúde em 2010 e 2011 são de agressão contra crianças e adolescentes. “Os dados ainda não expressam a realidade da violência no Paraná, pois a notificação nos serviços de saúde ainda está sendo implementada nos municípios”, afirma o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz.

Negligência ou abandono é o tipo de violência mais característico em crianças (0 a 11 anos), representando 48% dos casos. A violência sexual aparece em segundo lugar, com 26,9% de incidência. Na sequência aparecem a violência física e a psicológica ou moral. Já na adolescência, prevalece a violência física, a sexual e a psicológica ou moral. O estupro é a principal forma de violência sexual contra a criança e o adolescente, totalizando 66,4% dos casos, seguido de assédio sexual (22,4%).