O governo do Paraná lançou nesta terça-feira (20) um pacote emergencial de R$ 109 milhões para ajudar famílias vulneráveis na pandemia de coronavírus. A maior parte do recurso será para proteção de crianças e adolescentes em situação de risco, totalizando R$ 62 milhões do Fundo para Infância e Adolescência (FIA). Esse montante vai contemplar programas e projetos para o contraturmo escolar desenvolvidos pela sociedade civil organizada. “É um apoio para que os paranaenses possam atravessar esse período de uma forma mais segura, com menos sobressaltos”, destacou o governador Carlos Massa Ratinho Jr (PDS) ao apresentar o programa aos deputados estaduais em sessão remota nesta terça.

LEIA TAMBÉM – Erro em sorteio da Lotomania e silêncio da Caixa põem credibilidade do sistema em xeque

No caso das ações para crianças e adolescentes, as propostas visam atender crianças vítimas de violência; portadores de algum tipo de deficiência; crianças acolhidas em casas lares, famílias acolhedoras e/ou aguardando adoção; além de programas de aprendizagem e serviços de convivência e fortalecimento de vínculos. A avaliação dos projetos será feito pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca).  O pacote também prevê distribuição de cestas básicas a famílias de 12 crianças e adolescentes portadores de deficiência que estejam matriculados em instituições de ensino especializadas. A estimativa é beneficiar cerca de 300 associações com R$ 3,48 milhões do FIA.