Já pensou em ganhar uma grana alugando seu carro por algumas horas? Ou ainda em locar um veículo para uma situação pontual? Pois é exatamente isso que o site Fleety oferece para as pessoas que têm um automóvel em situação ociosa. “Muita gente deixa o carro parado num estacionamento, sendo que esse carro poderia ser alugado por apenas algumas horas e a pessoa poderia ter uma renda extra”, afirma André Marim, engenheiro elétrico e sócio do Fleety.

O site de compartilhamento de carros, que é o único da América Latina e tem sede em Curitiba, funciona de maneira simples. As pessoas que possuem um veículo poderão colocá-lo à disposição para aluguel através do site e, claro, faturar uma grana extra. O site permite que os locatários informem todos os dados do seu carro, localização, valor do aluguel e entrem em contato com os interessados em alugá-lo. O Fleety se encarrega do seguro e também da assistência ao motorista caso seja necessário.

O veículo pode ser alugado por períodos de horas, dias ou semana. O preço da hora é estipulado pelo próprio locatório, de acordo com o tipo e condições do veículo. Todo o trâmite financeiro é feito no site, através de cartão de crédito. “Alguns usuários estão tendo dificuldades em estipular esse preço, por isso estamos montando uma tabela base para orientá-los”, explica Marim.

A plataforma Fleety é inteiramente conectada com o sistema do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para evitar que usuários com carteiras de habilitação vencida ou não compatível com o tipo de veículo consigam efetuar a locação.

A ideia do Fleety surgiu no inicio do ano passado. Após 18 meses de desenvolvimento de toda a plataforma, o site entrou no ar no último mês de setembro. Hoje o sistema conta com 700 usuários cadastrados e 50 veículos disponíveis. “Quase 90% dos usuários apenas alugam o carro, mas o cadastro é único. Então, a pessoa pode alugar e também oferecer o veículo para locação”, diz Marim.

O gerente de projeto Filipe Küster, de 27 anos, é cadastrado no Fleety e já deixou seu carro disponível para locação. Ele afirma que a ferramenta é segura e destaca que funciona na base da confiança. “Tudo depende de empatia, estabelecer conexões com pessoas como você. Acho que assim as coisas funcionam bem, como funcionaram comigo. Além de tudo, é uma plataforma que gera renda extra e trabalha em prol da mobilidade urbana”, explica.

O diretor comercial Beto Marcelino, 42 anos, também é cadastrado e já teve seu carro alugado por diversas oportunidades. “Tenho moto e muitas vezes meu carro fica parado num estacionamento ou em casa. Então ganho uma grana extra e também ajudo a cidade dividindo meu carro”, afirma.

“É puro relacionamento, que foge da burocracia. Alugar um carro numa locadora é chato e trabalhoso. Além disso, você só pode alugar por dia. Com o Fleety você aluga conforme sua demanda ou necessidade e pagando o preço que cabe no seu bolso. O que oferecemos não é locação de veículos, mas sim uma ferramenta de mobilidade urbana”, conclui Marim.
Mais informações: www.fleety.com.br.