Foto: Átila Alberti
frio030905.jpg

Pouca gente enfrentou o frio para dar a caminhada matinal no Parque Barigüi.

As baixas temperaturas na madrugada de ontem provocaram geadas em algumas regiões do Estado. A Centro-Sul foi a mais atingida, com temperaturas que chegaram a -2ºC em Palmas. A cidade amanheceu esbranquiçada com o gelo. De acordo com o Instituto Tecnológico Simepar, apesar de classificada como de moderada a forte, a geada não provocou maiores estragos e não há previsão de se repetir nos próximos dias com essa intensidade. Em Curitiba e Região Metropolitana também geou, mas com intensidade mais fraca.

O período de entressafra pode ter sido a salvação para os agricultores de Palmas, que não sofreram perdas significativas. Mas não foi apenas lá que os termômetros chegaram a registrar temperaturas abaixo de zero. Em Entre Rios, distrito de Guarapuava, o frio de -0,7ºC também fez gear no início da manhã. Ainda que mais altas, as temperaturas da madrugada de ontem em Curitiba (4,5ºC) e Região Metropolitana fizeram com que as plantações amanhecessem cobertas de gelo, principalmente em Pinhais (que marcou 3,1ºC) e São José dos Pinhais. Nas regiões mais altas da capital, os efeitos da geada, ainda que fraca, eram mais visíveis, como no Bairro Alto e na região do Atuba. Os parques também amanheceram esbranquiçados. Ainda segundo o Simepar, o frio provocou geadas também em Cascavel e Ponta Grossa.

Após a geada, o sol prevaleceu em praticamente todo o Estado e elevou um pouco as temperaturas, fazendo com que o gelo derretesse rapidamente. De acordo com o Instituto Tecnológico, para este domingo as condições atmosféricas são favoráveis à formação de geadas fracas apenas em áreas de vales, baixadas e serras, principalmente nas regiões de Telêmaco Borba, Palmas e União da Vitória, com temperaturas que podem variar entre 3ºC e 4ºC durante a noite.

Nos próximos dois dias, está excluída a possibilidade de gear no Paraná, já que as temperaturas devem aumentar durante o dia. Porém, o Simepar prevê mais frio para terça ou quarta-feira e não garante que a geada deste fim de semana tenha sido a última até a entrada da primavera, no dia 23 de setembro.

Chuva

De acordo com o Simepar, deve chover hoje em quase todo o Estado, com as áreas instáveis avançando a partir da região Oeste. Na capital, o clima fica levemente abafado até o final da tarde, quando a chuva deve chegar. A previsão em Curitiba é de mínima de 10ºC e máxima de 22ºC. A temperatura mais baixa do Estado hoje será em Palmas (6ºC) e a mais alta está prevista para Maringá (28ºC).

Ciclone se afasta da região Sul

As últimas imagens de satélite já mostram que o ciclone extratropical já está em alto-mar e não afeta mais o tempo no País. Esse sistema apenas provoca ressaca no litoral sul do Brasil.

A presença da massa de ar seco de origem polar predomina no Centro-Sul do Brasil e mantém as temperaturas baixas no Sul, no Centro-Oeste e em São Paulo.

A frente fria forma mais nebulosidade no Rio de Janeiro e na Zona da Mata mineira. No interior nordestino, a presença da grande massa de ar quente deixa o céu com pouca nebulosidade e as temperaturas altas.

Na região Sul, as áreas de instabilidade se espalham e começam a organizar uma frente fria. O sol predomina em todas as áreas, mas sempre com muitas nuvens. São esperadas várias pancadas de chuva, exceto no Centro-Sul do Rio Grande do Sul.

Para amanhã, há previsão de tempo chuvoso em quase todo o Sul do País. Somente na terça-feira, o tempo abre em quase toda a região. O sol aparece forte e não chove no Rio Grande do Sul, no Centro-Oeste de Santa Catarina e do Paraná. No Vale do Itajaí e no Leste do Paraná, a umidade que vem do mar forma muitas nuvens e ainda chove fraco. Nas demais áreas do Sul, o sol aparece entre muitas nuvens e chove rápido.