Com o anúncio da compra do Grupo BIG (que mantém as bandeiras Maxxi, Sam’s Club, Todo Dia e Hipermercados BIG) pelo Carrefour, o cenário dos supermercados deve mudar drasticamente no Paraná. Por aqui, deve ganhar força a marca Atacadão, que são as unidades no formato atacarejo do grupo francês. Hoje, a empresa já tem 12 dessas lojas no estado e a aquisição deve adicionar pelo menos outras três a essa conta — curiosamente, um número bem acima das ‘apenas’ quatro lojas que levam o nome Carrefour no estado.

LEIA MAIS – Carrefour anuncia compra do Grupo Big Brasil por R$ 7,5 bilhões. Rede tem lojas em Curitiba

Em nota, o Carrefour afirma que ainda não pode detalhar como funcionará a transição em nível local porque a negociação ainda precisa ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão regulador federal. O Cade pode, inclusive, barrar a a negociação regionalmente se a compra afetar a concorrência em um determinado estado, por exemplo.

Mas, sabe-se que a empresa pretende trocar o nome dos supermercados Maxxi, que tem três lojas no estado e também atuam no segmento dos atacarejos, para Atacadão. Além deles, parte das unidades que dos Hipermercados BIG — são nove lojas no Paraná — receberão a bandeira Atacadão. Outras mudarão seu nome para Carrefour ou Sam’s Club, dependendo da “localização e potencial”, diz o Carrefour no documento de apresentação da negociação.

LEIA AINDA – Renault interrompe produção em São José dos Pinhais devido ao descontrole da pandemia de covid

Sem mudanças mesmo devem seguir apenas o Sam’s Club e o Todo Dia. Com duas unidades no Paraná, ambas em Curitiba, o Sam’s Club será mantido porque tem um formato que o Carrefour classifica como “único”. O supermercado é exclusivo para membros. “Vemos vantagens significativas por meio da otimização do modelo e da expansão orgânica”, diz a apresentação do negócio.

O Todo Dia, por sua vez, tem quatro unidades no estado — na capital e Campos Gerais. “Todo Dia é um formato de proximidade soft discount que não é um segmento operado atualmente pelo Grupo Carrefour Brasil. Pretendemos manter a bandeira, capitalizando neste novo formato de desconto”, diz o material.

A empresa ainda não respondeu se a bandeira Mercadorama está envolvida na negociação.