O inverno começa hoje às 10h22. Se até agora o curitibano teve a sensação de que o verão ainda não havia terminado, a situação não vai se repetir com a chegada da nova estação. De acordo com Alexandre Guetter, pesquisador de estudos climáticos do Simepar (Serviço de Meteorologia do Paraná), no fim do mês as temperaturas vão baixar e a partir de agora vão se manter na média para o período. Na madrugada de domingo, pode ocorrer geada nas cidades de Pato Branco e Palmas. Também está prevista a ocorrência de geadas até setembro em várias regiões do Paraná.
O outono foi o mais quente dos últimos trinta anos. O calor fora de época esteve associado ao aquecimento na zona subtropical dos oceanos Pacífico, junto à costa do Chile, e Atlântico, próximo à costa do sul do Brasil. Ao contrário do que ocorreu com o outono, nenhum padrão climático de grande escala, do tipo El Ninõ, vai interferir na nova estação. As temperaturas e o regime de chuvas vão seguir as características normais do histórico de inverno. Guetter explica que esta época é o trimestre seco do ano, sendo normal que haja pouca chuva, principalmente no Norte e Noroeste do Paraná.
Na capital, em julho e agosto, está prevista a ocorrência de uma geada por mês, em setembro podem ocorrer duas. Guetter fala que este ano o frio está começando um mês mais tarde por isto deve continuar até setembro, com previsão de geada para todo o Paraná. Esta prevista a média de 24 dias frios -temperaturas abaixo de 12 graus centígrados – por mês durante este inverno. No litoral, a média deverá ficar em três dias frios por mês.
O outono
A estação esteve 4º C acima da média histórica de abril, maio e junho. As média históricas para o período variam entre 8ºC e 27ºC, sendo que este ano elas variaram entre 12º e 31º.
As chuvas se manteram abaixo da média histórica em abril e junho. Mas extrapolaram em maio as médias em todo o Paraná, sendo que ocorreram em apenas quatro dias. Segundo Guetter o calor fora de época não está ligado ao aquecimento global. ?Esta mais associado a variabilidade de aquecimento natural dos oceanos. Ele começou em janeiro e agora está terminando?, explica. Guetter lembra que em 1980 um fenômeno parecido ocorreu: o outono foi quente, mas o inverno seguiu o curso normal.
O Simepar possui ainda um serviço que previne, através de estudos junto com o Iapar (Instituo Agronômico do Paraná), a ocorrência de geadas com dois dias de antecedência. As informações são repassadas aos agricultores. (Elizângela Wroniki)