A chegada de mais um ano foi celebrada ontem com missas na Catedral Basílica de Curitiba. A Igreja Católica também faz uma homenagem, em 1.º de janeiro, para Nossa Senhora.

Além disso, é o momento de celebrar o Dia Mundial da Paz ou da Confraternização Universal, data criada pelo papa Paulo VI, em 1968, para a celebração da paz, independentemente de credo, condição social ou etnia.

No entanto, poucos acordaram cedo para assistir às missas da manhã de ontem. “Gosto de começar o ano indo à igreja”, comentou Terezinha Sales. O arcebispo metropolitano de Curitiba, dom Moacyr Vitti, celebrou uma das missas de ontem.

“O primeiro dia do ano é dedicado à Nossa Senhora. Foi ela quem trouxe o Salvador, o Príncipe da Paz. Hoje (ontem) também é o Dia Universal da Paz, que nos faz refletir sobre a realidade do mundo de hoje. Faço votos para que para todo o povo, mais especificamente do Paraná, seja um ano de mais paz, mais respeito à pessoa humana e que a violência diminua”, declarou.