Depois de uma semana internada no Hospital do Trabalhador, morreu ontem uma das três vítimas atropeladas e lançadas em um riacho por um Fiesta, na Rua Aristides Borsato, Vila Estrela, no Fazendinha. Eliane Alves da Cruz, 15 anos, não resistiu aos ferimentos. Os familiares pretendem fechar a rua, nesta semana, para protestar contra a falta de segurança para os pedestres.

Segundo parentes da vítima, a morte de Eliane não deveria ser tratada como um acidente, mas como uma irresponsabilidade da Prefeitura. “Foi a ponte inacabada e a falta de calçada na rua que mataram a minha filha”, desabafou a mãe, Delair do Rocio da Cruz.

Demora

A menina morreu às 11h30 de ontem, mas até 17h30 o corpo não havia sido liberado no Instituto Médico Legal (IML). “Explicaram que o médico foi almoçar, mas ainda não voltou”, contou o irmão da vítima, Jefferson da Cruz.