Representantes do Ministério Público do Meio Ambiente, do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e da Prefeitura de Maringá se reúnem hoje com representantes de entidade de grandes geradores de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) e de Resíduos de Construção e Demolição (RCD) da cidade.

O encontro dará início às negociações sobre a coleta e disposição dos resíduos, uma vez que os geradores são proibidos de destina-los aos aterros públicos, conforme Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).