A Sanepar inicia neste sábado (19) a revitalização da Estação de Tratamento de Água (ETA) Iguaçu, em atividade há mais de 42 anos. As obras vão aumentar a vida útil da estrutura e estão previstos mais de R$ 2 milhões de investimentos.  Neste sábado, a interrupção do abastecimento começa às 15h, abrangendo 33 bairros de Curitiba, Piraquara e São José dos Pinhais. A normalização está prevista para 18h do domingo.

Em Curitiba, os bairros que podem ser afetados são: Água Verde, Alto Boqueirão, Cajuru, Capão Raso, Cidade Industrial, Fanny, Fazendinha, Ganchinho, Guabirotuba, Guaíra, Hauer, Jardim das Américas, Lindóia, Novo Mundo, Pinheirinho, Portão, Santa Quitéria, Seminário, Sítio Cercado, Uberaba, Vila Izabel, Xaxim e Boqueirão.

Em São José dos Pinhais, os bairros são: Academia, Boneca do Iguaçu, Centro, Cidade Jardim, Guatupê, Ipê, Iná, Rio Pequeno, Roseira. Em Piraquara, o Guarituba.

Reparos

O planejamento foi feito de forma minuciosa, para minimizar o impacto para a população. A cada 15 dias, ao longo do próximo ano, sempre nos fins de semana, será dada continuidade à obra. “Parece muito, mas temos um tempo limitadíssimo para realizar os reparos”, disse a gerente de produção de água da Sanepar, Rita de Cássia Gorny Becher.

Três equipes vão trabalhar simultaneamente na estação. Uma delas no canal de água bruta, fazendo inicialmente sua limpeza e, depois, impermeabilizando o local. A outra estará dentro do reservatório, construindo paredes provisórias, que irão isolar setores e permitirão a realização de trabalhos dentro de câmaras secas. A terceira equipe, utilizando um barco, fará a vistoria junto ao canal de sucção, que fica dentro da câmara de reservação.

Nos próximos doze meses serão recuperadas a estrutura de concreto armado do canal de água filtrada e a estrutura da câmara de reservação; implementado o processo de reaproveitamento de água de lavagem de filtros; reformadas as tubulações de recalque; substituídas as válvulas da principal unidade de bombeamento; e reformados os filtros e decantadores, entre outras ações.

História

A história da ETA Iguaçu começou em 1926, com os primeiros estudos de aproveitamento do Rio Iguaçu para abastecimento de água. Instalada em Curitiba, às margens da BR-277 – na saída para as praias, foi inaugurada em 26 de março de 1969, pelo então presidente Artur da Costa e Silva.

Inicialmente, a ETA tinha capacidade para tratar mil litros de água por segundo. Depois das obras de ampliação, chegou a 3.300 litros de água por segundo. As estimativas técnicas eram de que o Sistema poderia atender a demanda até o ano 2000. Não chegou a tanto, pois o crescimento da população curitibana superou as expectativas. Outras unidades de tratamento foram construídas, mas a do Iguaçu continua tendo importância muito grande para o sistema.

Durante a execução das obras de revitalização da ETA Iguaçu, a população poderá obter informações específicas sobre sua condição de abastecimento por meio do telefone 115, sempre com o número da matrícula, que está na conta de água, em mãos.