A carcaça de uma baleia jubarte foi encontrada encalhada em uma praia do balneário de Currais, no município de Matinhos, no Litoral do Paraná, no último domingo (15). O animal já estava em avançado estado de decomposição e precisou ser enterrado na própria orla, em um trecho de areia próximo à restinga.

+Leia mais! Meteoro atingiu o Paraná e assustou moradores! Assista!

De acordo com pesquisadores do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC), do Centro de Estudos do Mar da UFPR, a baleia era um macho jovem que tinha cerca de 8 metros de comprimento. A causa da morte, porém, não pode ser confirmada no local por causa do estado em que a carcaça foi encontrada. Equipes do LEC coletaram amostradas para análise.

O enterro na areia, contudo, não é motivo para preocupação de moradores e nem de turistas. Isso porque é comum que animais marinhos de grande porte sejam enterrados na própria orla, próximo à restinga, uma vez que já fazem parte desse tipo de ecossistema. Uma escavadeira precisou ser levada à praia para cavar o buraco em que a baleia foi colocada.

+Viu essa? Idoso morre ao ser atropelado por moto esportiva em avenida da Grande Curitiba!

Ainda assim, o aparecimento da jubarte chamou a atenção de quem passava pelo balneário. Curiosos se reuniram na beira da praia para observar a carcaça e a área precisou ser isolada para evitar maiores problemas. Caso a população se depare com encalhes do tipo em praias paranaenses, a recomendação é que evite contato e entre em contato com o CEM pelo telefone 0800 642 3341 ou (41) 3511-8671.

Segundo o CEM, é normal a passagem de jubartes pela costa brasileira, principalmente para se reproduzirem. No entanto, é mais comum que elas nadem pela região de Abrolhos, na Bahia.

+Atenção! É golpe! Idosos são constantemente alvos de abusos. Como cuidar?

Empresário de Curitiba adapta autoescola pra quem vai tirar CNH e tem deficiência