Foto: Aliocha Mauricio/O Estado

Prefeitura adquiriu a área onde fica o monumento turístico.

A Prefeitura de Balsa Nova, na região metropolitana de Curitiba (RMC), comprou esta semana a área onde fica o monumento turístico do Cristo e pretende criar um parque no local. O terreno de 12,4 mil metros quadrados, no distrito de São Luiz do Purunã (que pertence a Balsa Nova), era de uma empresa. A área era usada somente para abrigar uma antena de telefonia e, por isso, estava sem cuidados.

O Cristo, que tem 18,5 metros de altura e 13,5 metros de largura, foi construído em 1976, por uma família de Guarapuava. O motivo foi uma promessa religiosa. Segundo o secretário municipal de Administração, Lauro Bubniak, os proprietários doaram o terreno para a Mitra (entidade responsável pela administração da Igreja Católica) antes de morrer em, porém a instituição não fez o registro do imóvel. Por isso, após a morte dos proprietários, os herdeiros venderam o local para uma empresa.

A Prefeitura de Balsa Nova pagou R$ 140 mil pelo terreno. A antena telefônica terá que ser mantida, já que o antigo proprietário assinou um contrato de locação até 2016. ?Para eles venderem, exigiram que a antena ficasse até o vencimento do contrato e que eles continuassem a receber o dinheiro do aluguel. Tivemos que aceitar para não perder o mais importante ponto turístico da nossa região?, explicou Bubniak.

O local vai precisar de um projeto de recuperação. A estátua do Cristo está bem danificada, não há infra-estrutura e o mato está bastante alto. Bubniak informou que a Prefeitura já contratou um paisagista da Universidade Federal do Paraná (UFPR) para fazer o projeto do parque. O local é uma área de preservação ambiental e, por isso, precisa da aprovação do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para que qualquer modificação seja feita.

Além de discutir com o IAP, com o projeto em mãos a Prefeitura pretende ir atrás de empresas privadas para ajudar no financiamento do parque. A Prefeitura ainda não sabe quanto será preciso investir na recuperação do local e não há previsão exata para a inauguração. ?Nossa intenção é que o parque já possa ser aberto em março?, afirmou o secretário.

Junto ao terreno comprado pela prefeitura há uma área com mirantes e churrasqueiras. Bubniak explicou que o local pertence ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná, mas está sob os cuidados da concessionária de pedágio Rodonorte. Lá está a antiga estrada para Ponta Grossa. ?A gente se propõe a manter o local conservado se eles autorizarem?, disse o secretário.