O Banco do Brasil passou a oferecer nova linha de crédito para compra da casa própria. O banco financia até 90% do valor do imóvel novo ou usado (para imóveis de até R$ 400 mil), em até 30 anos, com taxa de juros de 9% ao ano. A linha, chamada de Prócotista, usa recursos do Programa Especial de Crédito Habitacional ao Cotista do FGTS.

Esse tipo de financiamento só está disponível para quem tem conta ativa no FGTS e o mínimo de 36 contribuições ao fundo, seguidas ou não. Se não tiver conta ativa no FGTS, é preciso que o saldo total no fundo seja igual ou maior que 10% do valor do imóvel ou da escritura, o que for maior.

As condições desse tipo de crédito foram definidas em maio pelo Conselho Curador do FGTS. Na decisão, o conselho aumentou em R$ 4,9 bilhões o financiamento Prócotista e reduziu o valor máximo, que antes era de R$ 750 mil.

Crédito

Nos últimos meses, ficou mais difícil obter financiamento da casa própria. Em abril, a Caixa Econômica Federal restringiu o financiamento de imóveis usados. Antes, o banco financiava até 80% do preço de um imóvel usado de até R$ 750 mil, e a pessoa só precisava dar 20% de entrada. Agora a Caixa só financia 50%. Num imóvel de R$ 300 mil, por exemplo, a entrada era de R$ 60 mil. Agora tem de ser R$ 150 mil.