A Prefeitura de Curitiba acaba de instalar um novo conjunto de equipamentos para exercícios físicos de musculação e alongamento no Parque Barigüi. Os aparelhos são indicados para pessoas da terceira idade, mas podem ser usados por qualquer pessoa, funcionando como uma academia de ginástica ao ar livre. Basta seguir as instruções básicas afixadas em um painel próximo.

Técnicos da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL) sugerem que seja feito o circuito completo de aparelhos em um determinado tempo – 30 minutos, por exemplo – liberando os equipamentos em seguida. “É bom consultar antes um médico, principalmente quem tem histórico de problemas cardiovasculares, e sempre fazer um aquecimento antes de iniciar uma série de exercícios”, orienta Rudimar Fedrigo, superintendente da SMEL. “O objetivo principal é movimentar, criar um pouco de resistência e força. Por isso, caso venha a sentir dores, pare. Evite ir além do limite pessoal ou empregar força excessiva.”

A surpresa agradou os freqüentadores do parque. A professora aposentada Maria da Conceição Trein Correa, de 66 anos, que faz exercícios na Academia do Barigüi e caminha diariamente no parque, gostou da novidade. “Os aparelhos são agradáveis, leves e não forçam muito o corpo”, disse ela, que é moradora do bairro Bigorrilho. Para a assistente social Cristina Veloso Lima, de 38 anos, os aparelhos chegaram na hora certa. “Estava mesmo precisando. Isso é maravilhoso para quem vem fazer exercícios como eu”, comentou.

O ajustador mecânico Vanderlei Estevanato Cortes, de 44 anos, também aprovou. “É excelente e veio bem a calhar, porque tenho indicação médica para fazer exercícios em alguns desses aparelhos”, disse Cortes, que está aposentado por invalidez e vive em Curitiba há apenas um ano.

O segundo conjunto de aparelhos está sendo instalado no Parque Tingüi, ao lado do Posto da Guarda Municipal. Outros dez equipamentos serão implantados até março de 2009 em parques, praças e outros locais escolhidos pelas secretarias municipais de Meio Ambiente e de Saúde. Os recursos virão de emenda parlamentar federal ao Orçamento da União, com contrapartida da Prefeitura de Curitiba. Cada Administração Regional terá pelo menos um desses conjuntos e profissionais de educação física contratados pela SMEL para orientar as pessoas nos exercícios.

“Com esses aparelhos, vamos incentivar a população a se exercitar mais e melhorar a condição física das pessoas. Dessa forma ajudamos a prevenir problemas de saúde e proporcionamos uma qualidade de vida melhor ao curitibano”, diz o vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, Luciano Ducci. “É o embrião de um grande projeto de promoção à saúde para os curitibanos.”

A Prefeitura de Curitiba pede à população que ajude a cuidar dos novos equipamentos, protegendo, na medida do possível, da ação de vândalos.