Uma mãe em trabalho de parto foi acudida pelo Corpo de Bombeiros em uma área rural de Prudentópolis, no Interior do Paraná, e o bebê Rian Brian acabou nascendo na ambulância, a caminho da área urbana da cidade. A chegada da criança ao mundo ocorreu na madrugada deste sábado (6). Mãe, bebê e equipe de socorro enfrentaram quase 50 quilômetros de estrada de chão para chegar com segurança ao hospital.

Segundo a mãe, Marta Marinho dos Santos, que tem outras duas crianças e comemorava o aniversário do filho mais velho, a família tentou contato com o hospital e não teve retorno. Também tentou uma carona com um compadre, mas o carro estava sem combustível. “Lembramos, então, da conselheira tutelar que nos visitou e deixou o contato”, contou ela ao jornal Bom Dia Sábado, da RPC.

+ Leia mais: Curitiba com frio e chuva neste fim de semana! Veja a previsão do tempo

De acordo com os Bombeiros de Prudentópolis, que realizaram o parto, eles receberam a ligação do Conselho Tutelar por volta das 23h da sexta-feira (5). A distância até a casa da mãe era de cerca de 50 quilômetros. Somando a ida e a volta, a aventura foi de quase 100 quilômetros. Quando faltavam apenas 17 quilômetros até o hospital, o bebê nasceu.

Na equipe estavam o soldado Ritixen e o sargento Manosso. Os dois nunca tinham vivido história semelhante. “Dá uma emoção, a gente não consegue nem dormir direito pensando e agradecendo que deu tudo certo”, disse Ritixen ao Bom Dia.

Para a mãe, a emoção foi grande. “Nossa, foi uma aventura, na verdade. Imagine você se deslocando de um lugar para o outro, para você ter o seu filho tão esperado. A gente brincou antes com o mais velho, porque eu fiz bolo pra ele no aniversário. Ele estava todo feliz, dizendo, imagine se nasce o Rian no mesmo dia que eu, vamos fazer junto né”, contou a Marta.

A mãe também contou que o bebê estava “bem calminho” até o hospital. “Eu levei ele juntinho comigo até o hospital e tava chupando o dedinho, tava bem calminho, sabendo: já nasci, já tô bem, já tô com a minha mãe. Tudo certo, graças a Deus”, finalizou.