A hepatite C é considerada um dos maiores problemas de saúde do século XXI. Anteontem foi o Dia Nacional da Conscientização para a Doença. A hepatite C é tão temida porque ainda não existe vacina e em mais de 80% dos casos ela fica crônica”, informou a médica Susana Moreira, responsável pela vigilância de hepatites virais da Secretaria Estadual de Saúde.

Susana disse que exames para se detectar a doença e saber qual o tipo são feitos gratuitamente pelo Estado. A médica explicou que a maioria dos doentes não sabe que tem a doença. Só percebendo quando está na fase da cirrose.

Quem quiser fazer os exames em Curitiba deve procurar o Hospital de Clínicas (HC) da UFPR, na Rua General Carneiro 181, no Alto da Glória, telefone (41) 360-1800, ou o Centro Regional de Especialidade da Rua Barão do Rio Branco 465, esquina com a André de Barros, telefone 322-2299, no Ambulatório de Incfterologia.

Se no resultado desses exames houver atividade inflamatória no fígado, será necessário tratamento. Para obtê-lo, um protocolo, será encaminhado ao Cemepar. O tratamento é gratuito e dura de seis meses a um ano. A eficácia é de 50 a 60% mas com novos medicamentos que estão sendo utilizados estes números passaram para 70%.