Mais de 300 mil peças contra a exploração sexual de crianças e adolescentes, como frisbees, panfletos, jogos americanos, avisos para maçanetas de quartos, serão distribuídas no Litoral até o fim da temporada.

A ação é da Paraná Turismo, vinculada à Secretaria Estadual do Turismo, em parceria com a Assessoria de Relações com a Comunidade da Polícia Civil e a ONG Ciranda.

De acordo com o presidente da Paraná Turismo, Marcos Venício Meyer, muitos estabelecimentos, como hotéis, bares e pousadas, são usados no agenciamento de crianças e adolescentes para exploração sexual.

“O turismo tem que atuar preventivamente, sensibilizando e conscientizando os donos de estabelecimentos para que denunciem a violação dos direitos da criança e do adolescente”.

Meyer explica que a ação vai fortalecer e ampliar a rede de proteção das crianças e adolescentes, integrada pelos setores público e privado e pelo terceiro setor. “É necessário que todo cidadão se sinta responsável e denuncie qualquer violência contra as crianças”, completou o presidente da Paraná Turismo.

A campanha começou em 19 de janeiro, em Pontal do Paraná. Cerca de 17 hotéis e 60 restaurantes aderiram ao projeto. Morretes, Antonina e Ilha do Mel também já participam da ação.

Até o final da temporada, os materiais também serão distribuídos em Paranaguá, Matinhos e Guaratuba. As denúncias podem ser feitas pelo disque-denúncia, pelos números 100 (nível nacional) e 181(estadual). A ligação é gratuita e anônima.