Vazou quase toda a carga de 40 mil
litros de óleo vegetal.

Cerca de 37 mil litros de óleo vegetal vazaram de um caminhão proveniente de Ponta Grossa, que tombou ontem, por volta das 7h30, na rodovia BR-277, km 44, sentido Curitiba-Paranaguá, atingindo o Rio da Serra, afluente do Rio Pinto. Até as 17 horas, todo o volume de óleo já tinha atingido uma extensão de cerca de seis quilômetros de rio, chegando ao Rio Pinto. Cerca de 3 mil litros de óleo permaneceram no caminhão. O acidente causou cinco quilômetros de congestionamento na pista de descida de Curitiba para o litoral.

Técnicos do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) foram acionados pela Ecovia e chegaram ao local do acidente por volta das 10h20. A determinação do IAP à JJM Transportes Rodoviários, empresa de Ponta Grossa responsável pelo transporte da carga, foi a tomada de providências para a retirada manual do óleo. A empresa só enviou pessoal para a retirada do óleo por volta das 17 horas. Enquanto isso, técnicos do IAP tentaram conter o avanço do óleo. Logo que ocorreu o acidente, a Ecovia realizou medidas emergenciais, como a limpeza da rodovia que permaneceu bloqueada parcialmente até às 10h10 e só foi totalmente liberada a partir de 12h52.

O óleo vegetal não é considerado perigoso, mas em contato com recursos hídricos pode provocar a morte de peixes e plantas por falta de oxigênio, pois dificulta a respiração. Técnicos do IAP realizaram a coleta do material para análise e o resultado deve ficar pronto em dez dias.

No acidente, o motorista Cristian de Oliveira, de 27 anos, foi atirado para fora do veículo, mas sobreviveu. Ele foi levado apenas com ferimentos leves para o Hospital Cajuru, em Curitiba, por uma ambulância da Ecovia.