O funcionário de uma farmácia morreu ao bater seu Gol de frente com um ônibus, na esquina da Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira com a Rua Raul Pompéia, na Cidade Industrial, no início da manhã de ontem. Testemunhas relataram que Fábio Ricardo Assink de Ávila, 35 anos, estava sem o cinto de segurança.

O Gol seguia pela marginal do Contorno Sul, às 6h15, e bateu de frente no coletivo da linha Interbairros VI, que vinha pela pista contrária e fazia uma conversão à esquerda, em direção ao terminal do Caiuá. O motorista do ônibus, Elias Vasconcelos Ribeiro, declarou ao Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) que outro coletivo estava parado do outro lado da rua, dificultando sua visibilidade.

Desacordado

Frentistas de um posto em frente ao cruzamento viram Fábio desacordado, sem o cinto de segurança, e pensaram que ele estava desmaiado. Socorristas do Siate constataram a morte. Ele bateu o peito no volante e a cabeça no para-brisa, e sofreu lesões internas. Aproximadamente 80 passageiros estavam no ônibus, mas ninguém se feriu. Elias foi encaminhado à Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran).

Marcos Borges