Um professor de educação física de Maringá, da região norte do Paraná, fez um protesto bem-humorado para fazer uma crítica aos aumentos constantes do preço da gasolina a cada dia. Ele construiu um carro no estilo “Os Flintstones”, aquele desenho em que os veículos das famílias pré-históricas se locomoviam na tração humana: sem motor e com a força das pernas e da raiva do seu motorista, o famoso Fred Flintstone. Só neste ano, foram pelo menos 11 altas consecutivas. Atualmente, o preço da gasolina em Curitiba, por exemplo, passa fácil dos R$ 6 o litro.

+Viu essa? Maré alta e ondas fortes em Matinhos impressionam moradores e turistas

“Esse carro é movido às nossas energias. Pega o pezão e já sai, igual ao desenho. Foi um protesto muito gratificante pra mim. As pessoas paravam a gente perguntando se estávamos vendendo o mesmo o carro. Estamos num leilão e vamos bater o martelo pro maior valor”, brincou Gilson, o professor criador do veículo, produzido com material reciclável.

O criador da obra aposentou o carro movido à combustível e passou a utilizar a moto para ir ao trabalho. “Se o comprador não estiver bem fisicamente, vai ficar com o tônus muscular em dia”, brincou o criador da engenhoca em entrevista ao Bom Dia Paraná, da RPC, desta segunda-feira.

Foto: Reprodução.
Foto: Reprodução.

Assista mais do protesto!

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix