A Câmara Municipal de Peabiru, na região norte do Estado, recebeu ontem o 1.º Encontro de Resgate Histórico-Cultural sobre o Caminho do Peabiru. Promovido pela Promotoria de Justiça da Comarca do município, o evento contou com palestras que visaram resgatar a memória do que alguns historiadores consideram como uma peça importante da história do Paraná. O evento resultou na elaboração da Carta de Peabiru, um documento com propostas para a preservação do que ainda resta do percurso.

Entre as sugestões, segundo o pesquisador Igor Chmyz, estão as atividades que implicam a comunidade estudantil. “Precisamos contar com estudantes para recorrer à memória das pessoas mais antigas para poder reconstituir partes do caminho”, afirma Chmyz.

Com uma extensão de mais de três mil quilômetros, o caminho ligava o litoral brasileiro com a costa do Pacífico Sul. De acordo com Adriane Fila, historiadora da Associação Paranaense do Ministério Público, o trajeto ia do litoral paulista e cruzava o Paraná antes de chegar ao Paraguai.