Carteiros e demais funcionários dos Correios estão se mobilizando para evitar a demissão de 60 profissionais. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação Postal, Telegráfica e Similares do Paraná (Sintcom), 50% dos 5,5 mil funcionários do Paraná aderiram à operação-padrão realizada ontem. Pela decisão, as cartas foram entregues em mãos aos destinatários. Caso a pessoa não estivesse em casa, a correspondência não era entregue.

O secretário-geral do Sintcom, Nilson Rodrigues dos Santos, explicou que desde o início do mês já foram registradas 60 demissões irregulares, principalmente envolvendo pessoas com problemas de saúde e em tratamento. “Amanhã (hoje) teremos audiência na Delegacia Regional do Trabalho (DRT) e na terça-feira que vem faremos assembléia, que pode definir a greve”, afirmou.

Segundo a ECT, toda a distribuição de correspondências aconteceu normalmente ontem. Quanto às demissões, os Correios informaram que é procedimento normal dentro da rotatividade de funcionários.