Centenas de pinguins encalharam no Litoral paranaense nas duas últimas semanas. De acordo com a bióloga Camila Domit, do Centro de Estudos do Mar (CEM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), o número de animais encalhados que já vinha sendo alto desde agosto teve um salto semana passada, em especial na quinta (13) e sexta-feira (14). O número ainda não foi confirmado, mas estima-se que sejam aproximadamente 350 aves da espécie pinguins-de-magalhães. O número de animais sobreviventes não confirmado, mas a maioria estava morta. Dois golfinhos e algumas tartarugas também foram encontrados mortos.

+ Leia mais: Pinguins aparecem mortos na Ilha do Mel

De acordo com Camila, o número de animais encalhados chama a atenção. “Nas últimas duas semanas tivemos um encalhe acima do normal para o período entre fim de inverno e começo de primavera”, disse. Segundo a bióloga, a situação piorou a partir de terça-feira (11). “Apenas na sexta-feira foram mais de 400 animais, sendo 90% deles, pinguins”, relata Camila.

A situação assustou moradores como o vigilante Marcos José Antunes, que avistou cerca de 20 pinguins mortos no Pico de Matinhos – tradicional ponto turístico da região – e nos arredores da Praia Brava. “No Pico eram oito pinguins e na Praia Brava foram mais de dez. Também tinham vários peixes mortos e uma água-viva”, disse.

22 pinguins mortos foram encontrados no Balneário Ipacaraí , em Matinhos. Foto: Colaboração/Feliphe Berlim
22 pinguins mortos foram encontrados no Balneário Ipacaraí , em Matinhos. Foto: Colaboração/Feliphe Berlim

Já no Balneário de Ipacaraí, também em Matinhos, outros 22 pinguins foram encontrados mortos. O estudante Feliphe Berlim Caprine, de 18 anos, fotografou os animais na última sexta-feira e ficou preocupado com a situação. “Moro aqui há oito anos e nunca tinha visto algo assim”. De acordo com ele, uma tartaruga, duas águas-vivas e vários peixes também estavam mortos na orla.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Leitor da Tribuna flagrou uma tartaruga morta na Praia Brava de Matinhos. Foto: Colaboração/Almir Alves.
Leitor da Tribuna flagrou uma tartaruga morta na Praia Brava de Matinhos. Foto: Colaboração/Almir Alves.

Em Guaratuba, moradores também localizaram pinguins mortos próximo ao Morro no Cristo e nas praias Brava, Barra do Saí e Caieiras. Segundo a oceanógrafa Lorena Collares, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente do município, uma tartaruga também foi encontrada morta na última quarta-feira (14) e dois golfinhos apareceram mortos na orla. Acima, a imagem do animal encontrado morto na Praia Brava de Matinhos.

“Um deles foi retirado da praia Barra do Saí com o auxílio de uma retroescavadeira no último sábado (15) e o outro foi localizado no Balneário Eliana domingo (16)”, informou.

Retroescavadeira retirada golfinho encontrado morto na praia Barra do Saí, em Guaratuba. Foto: SMMA Guaratuba
Retroescavadeira retirada golfinho encontrado morto na praia Barra do Saí, em Guaratuba. Foto:
SMMA Guaratuba

Causas desconhecidas

O CEM não divulgou a lista de animais encontrados, o estado de saúde dos encontrados vivos e nem a localização exata dos encalhes. No entanto, informou que já está fazendo exames nos corpos para identificar qual era a situação de saúde desses animais antes da morte e buscar evidências do que pode ter acontecido.

+ Leia mais: Frente fria traz pinguins ao litoral paranaense, mas muitos não sobrevivem

“Estamos fazendo uma avaliação mais forte nos animais que estão em estado de decomposição inicial, que é a minoria”, informou a bióloga Camila.

Entre as razões possíveis para a alta mortalidade estão situações biológicas, oceanográficas ou antrópicas – aquelas causados por atividades humanas – o mais provável, segundo a especialista.

Em nota, o CEM informou que está avaliando o caso com cuidado para responder a população com maior exatidão. A bióloga Camila ainda informou à Gazeta do Povo que dados mais precisos a respeito do encalhe serão divulgados na próxima sexta-feira (21). Biólogos de São Paulo e Santa Catarina também estão avaliando a mortalidade de animais nas orlas de seus estados.

Uma tartaruga foi encontrada morta em Guaratuba na última sexta-feira (14). Foto: Colaboração/Lorena Collares
Uma tartaruga foi encontrada morta em Guaratuba na última sexta-feira (14). Foto: Colaboração/Lorena Collares

 

Outros encalhes

No dia 27 de agosto, ao menos quatro pinguins foram encontrados mortos na Ilha do mel. Já no dia 10 de setembro, pelo menos 10 pinguins estavam mortos em Pontal do Paraná. Esses encalhes foram considerados normais pelo CEM devido à chegada das fortes frentes frias e a visita de espécies migratórias à costa.

A orientação é de que a população informe a equipe sempre que encontrar animais debilitados nas praias. É possível entrar em contato gratuitamente pelo 0800 642 3341 ou pelo telefone (41) 3511-8671

Com humor, Havan ironiza e responde vídeo de Cabo Daciolo nas redes sociais