O Centro Cultural Teatro Guaíra vai homenagear na segunda-feira (17), às 18h30, o artista Armando Maranhão, já falecido. Haverá uma exposição de pinturas, esculturas e fotografias do seu acervo no Salão de Exposição e uma placa com nome dele será descerrada na entrada do Setor de Preservação e Memória, que passa a chamar-se Setor de Preservação e Memória Professor Armando Maranhão. Ele foi um dos grandes nomes do teatro paranaense e faleceu em junho deste ano, aos 78 anos de idade.

Nascido em Caxias, no Maranhão, a 18 de junho de 1929, o artista veio para Curitiba em 1947 para estudar Engenharia, mas acabou ingressando no curso de Belas Artes da recém-fundada Escola de Música e Belas Artes do Paraná, no curso de Escultura. Um ano depois de sua chegada à cidade fundou o Teatro do Estudante do Paraná, com apoio dos amigos Lauro Gonçalves e Glauco Flôres de Sá Brito.

Maranhão trabalhou como ator, diretor, produtor, cenógrafo e figurinista, professor de Teatro, Desenho e História da Arte. Em 1963 passou a ser funcionário da Fundação Teatro Guaíra. Como professor, Maranhão teve papel importante na formação teatral de alunos das escolas de 2º grau, lecionando, a partir de 1971, no Instituto de Educação do Paraná, no Colégio Bom Jesus, na Escola Experimental André Luiz e no conceituado Curso de Formação do Ator do Colégio Estadual do Paraná.

Aproveitando sua experiência e talento de desenhista, em 1990 lançou o livro ?Caricaturas Teatrais?, que reunia as caricaturas de figuras do teatro com quem tinha laços de amizade, feitas entre os anos 40 e 70. Em 1984, nos festejos do centenário do Teatro Guaíra, Armando Maranhão foi responsável pela criação do Setor de Preservação e Memória, que agora passa a ter o seu nome. Aos 70 anos de idade, Maranhão participou do filme ?Onde os Poetas Morrem Primeiro?, de Werner e Willy Schumann, rodado no ano 2000.

Em 2004 Maranhão recebeu do Centro Cultural Teatro Guaíra a Medalha Comemorativa dos 50 anos de inauguração do Auditório Salvador de Ferrante (Guairinha), quando foram homenageadas as figuras de destaque no teatro do Paraná.Em 2006 recebeu o Prêmio Especial do Troféu Gralha Azul, em reconhecimento ao trabalho prestado à classe teatral paranaense.