Chuvas fortes atingiram várias regiões do Estado ao longo desta quarta-feira (1º). Em Curitiba, foram notificados, inclusive, alguns focos de granizo no Bairro Alto, Bacacheri, Cabral e região. As tempestades atingiram várias regiões, com uma variação grande em termos de intensidade. Em alguns locais houve forte descarga atmosférica, ou seja, raios e trovões. As regiões mais atingidas foram centro-sul e leste do Estado.

Segundo a meteorologista do Simepar, Ana Beatriz Porto, as precipitações ocorreram devido a uma instabilidade atmosférica oriunda principalmente do Paraguai e região sul do Mato Groso do Sul. Ela afirma que não há como prever se haverá mais chuvas e se isso pode acarretar algum risco. No entanto, para a meteorologista, a possibilidade de chuvas de intensidade moderada a forte é grande até sexta-feira (3).

O Batalhão de Polícia de Trânsito, o BPTRAN, foi atingido por um raio que prejudicou o funcionamento de sua unidade, principalmente as comunicações. Segundo a sala de imprensa do batalhão, o sistema parou por cerca de 20 minutos a meia hora. Todos equipamentos de rádio e os computadores da central pararam e foram pouco a pouco voltando ao normal.

Trânsito

Os fortes raios presenciados na manhã desta terça-feira (1º), na capital, não geraram maiores transtornos aos moradores. Porém, quem dependia de carro para chegar ao trabalho teve problemas. Vários semáforos simplesmente deixaram de funcionar, o que complicou o trânsito em diversas regiões.

Segundo o líder de equipe do Diretran, Rivelino Zinier de Almeida, as regiões mais afetadas foram na Avenida Victor Ferreira do Amaral, entre o Colégio Militar e o Detran, assim como vários pontos da Avenida Getúlio Vargas. Rivelino informou que o equipamento que controla os sinais queimou, provavelmente em função das descargas elétricas. Agentes da Diretran tiveram muito trabalho para organizar o trânsito na cidade.