Uma resolução publicada na terça-feira (25) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) suspende a realização de cirurgias eletivas em hospitais públicos e privados do Paraná. A medida, com validade de 30 dias, entra em vigor nesta quarta-feira (26). A norma não afeta os procedimentos de cardiologia, oncologia, nefrologia e demais exames e procedimentos considerados de urgência e emergência.

LEIA AINDA – “Nossas equipes estão sendo agredidas”, lamenta Márcia Huçulak sobre operações contra covid-19

Segundo a pasta, a resolução foi tomada devido ao aumento no número de casos de Covid-19 e à alta taxa de ocupação dos leitos exclusivos para atendimento à doença no Paraná.

LEIA MAIS – Bandeira laranja é prorrogada em Curitiba, mas só até a próxima sexta-feira

Em declaração na Agência Estadual de Notícias, o secretário da Saúde, Beto Preto, afirmou que a medida ajudará no contingenciamento de insumos devido à escassez de medicamentos anestésicos e relaxantes musculares. “Neste momento, vamos priorizar o atendimento aos pacientes infectados pela Covid-19. Essas medidas irão poupar insumos, sejam medicamentos, ventiladores, monitores e até mesmo leitos de UTI e enfermaria”, disse.