Hoje, Dia de São Cristóvão e do Motorista, comemora-se também o Dia do Colono, atualmente identificado na figura do pequeno agricultor rural. Até o fim da semana, em diversas zonas rurais espalhadas pelo País, estarão sendo promovidos eventos festivos comemorativos à data e também ao dia do agricultor, celebrado no próximo dia 28.

Os colonos começaram a chegar ao Brasil no século XIX, com o fim da escravidão. Vindos de países da Europa, como Itália, Polônia e Alemanha, ocuparam o lugar dos negros escravos no cultivo do café, do milho, da uva e de outros produtos.

Começaram a se estabelecer no Estado de São Paulo e, mais tarde, migraram para o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os colonos vieram para o Brasil na busca de melhores condições de vida. “Como o País tinha muitas terras disponíveis, sonhavam em se estabelecer por aqui”, conta o gerente técnico da Emater, Ângelo Garbossa Neto. “Nas grandes propriedades, trabalhavam e eram pagos com parte do que produziam. Geralmente tinham muitos filhos, que eram utilizados como mão-de-obra, ajudando no trabalho no campo.”

Hoje, os colonos são confundidos com os pequenos agricultores rurais e estão espalhados por diferentes regiões do país. No Paraná, de acordo com Angelo, existem 370 mil estabelecimentos agrícolas. Destes, 321 mil são de pequenos agricultores. “O pequeno agricultor, apesar de ser maioria, detém apenas 41% das terras produtivas paranaenses, porém é responsável por 48% da produção agropecuária do Estado”, afirma.

Muitos dos costumes presentes na vida do homem do campo refletem costumes do homem da cidade. Porém, o colono continua mantendo uma religiosidade muito grande e, a maioria, se preocupa em manter velhas tradições. O êxodo rural, apesar de, segundo a Emater, ter diminuído nos últimos anos, ainda é uma realidade bastante presente.

“O campo está envelhecendo, porque os filhos e netos dos agricultores estão optando em buscar uma vida melhor na cidade”, conta Ângelo. “Para evitar que isto continue acontecendo, os governos estão se preocupando cada vez mais em criar alternativas para manter o homem no meio rural.”

Programação comunitária

Para comemorar o Dia do Colono e também o Dia do Agricultor (28), a Colônia Cristina, de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, realiza amanhã (26) uma festa para reunir toda a comunidade. Estão programadas missa, gincana, baile, comercialização de flores e artesanato rural. O Senac estará no local promovendo recreações, cortes de cabelo, testes de medição da pressão arterial e dando orientações sobre exame de próstata. A festa começa às 13h30 e encerra-se às 21h.