A saúde será o tema da consulta pública que abre, nesta quinta-feira, a série de nove encontros com a população programados pela Prefeitura de Curitiba para discutir as prioridades para o orçamento municipal de 2014. A consulta acontecerá na Administração Regional da CIC (Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2460), a partir das 19 horas, com a presença do prefeito Gustavo Fruet.

Durante duas horas, representantes da Prefeitura estarão à disposição para ouvir a população e recolher sugestões sobre a aplicação dos recursos públicos na área da saúde. A audiência também será transmitida pela internet. Além disso, será possível participar por meio do Twitter e do Facebook e ainda de uma conversa on-line (chat) que acontecerá ao fim da consulta pública, a partir das 21 horas.

As consultas prosseguem até o dia 17 de abril, cada uma num bairro da cidade (veja quadro abaixo). Esta semana, na sexta-feira, acontecerá ainda a consulta sobre meio ambiente. O calendário será retomado na próxima segunda-feira, dia 8, com o tema “mobilidade. A pauta das reuniões inclui, além da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014, o plano plurianual para o próximo período de quatro anos.

Os cidadãos também podem enviar sugestões para o orçamento da cidade pela internet, no endereço www.curitiba.pr.gov.br/participe. A consulta pela internet consiste num questionário que permite ao cidadão indicar onde acha que a Prefeitura deve aplicar os recursos do Município. Cada pessoa pode apontar até três prioridades.

Além de escolher as áreas prioritárias para investimento – como saúde, educação, transporte, segurança, iluminação –, o cidadão pode detalhar a regional, o bairro e até a rua onde deseja ver as melhorias. Para participar, é necessário preencher um cadastro com dados pessoais.

Os cidadãos também podem participar desse processo por meio dos perfis da Prefeitura no Facebook (facebook.com/PrefeituraMunicipaldeCuritiba) e no Twitter (twitter.com/Curitiba_PMC).

O conteúdo resultante das consultas servirá de base para o documento final da LDO, que será enviado no dia 15 de maio para votação da Câmara Municipal. Antes disso haverá uma audiência pública, entre os dias 10 e 13 de maio, para consolidar a proposta orçamentária.