Milhares de trabalhadores comemoraram o Dia do Trabalho na festa “1.º de Maio Solidário” realizada ontem no Centro Cívico. A festa, promovida pela Força Sindical, começou às 9h, com missa realizada pelo Padre Reginaldo Manzotti, e seguiu até o final da tarde, quando a dupla sertaneja João Neto e Frederico encerrou a programação.

O evento também teve a presença do governador Beto Richa, que assinou o reajuste do salário mínimo regional, que foi reajustado em 7,34% e agora varia de R$ 948,20 a R$ 1.095,60, em quatro faixas. O mínimo regional também passa a ser aplicado aos servidores públicos do Estado, medida que fez parte do acordo que encerrou a greve dos professores, na última terça-feira. Até agora, o menor salário do funcionalismo era de R$ 834,92.

A festa ainda teve sorteios de prêmios, que este ano eram cinco carros, dez motos, televisores, computadores e geladeiras. A estimativa da prefeitura de Curitiba era de que cerca de 20 mil pessoas comparecessem ao local. Segundo organizadores, cerca de 70 mil passaram pelo evento durante todo o dia.

Pessoas de todas as idades curtiram os shows e sorteios. O ex-metalúrgico Valdir Pereira de Souza, de 32 anos, participa da festa há quatros. “Vim cedo para acompanhar a missa com minha mulher, minhas duas filhas, cunhada e irmão. Também aproveitei para me divertir com os shows e concorrer aos prêmios. Nunca ganhei nada, mas meu irmão já levou um carro”, contou.

O integrante da equipe da limpeza da prefeitura de Curitiba Joel Rodrigues teve que trabalhar no feriado. “Acho legal estar aqui, não fico chateado por estar trabalhando. Mas se estivesse de folga viria com a minha família”.

Ação Social

Os trabalhadores puderam participar de diversas ações gratuitas de cidadania, como cadastro para vagas de emprego na tenda da Agência do Trabalhador, além de obter informações sobre os programas habitacionais da Cohapar e crédito para pessoa física e jurídica na Fomento Paraná.