O feriado da Independência (7 de setembro) seguido do da Padroeira da cidade, Nossa Senhora da Luz (8 de setembro) é sempre muito aguardado pelos comerciantes e hoteleiros do litoral do Paraná por servir de termômetro de como será a temporada de verão. E devido às catástrofes que atingiram a região e a temporada chuvosa e fria no início do ano, é neste recesso que eles pretendem recuperar parte do prejuízo.

De acordo com o presidente da Associação de Hotéis, Pousadas, Restaurantes, Bares, Casas Noturnas e Similares do Litoral Paranaense (Assindilitoral), José Carlos Chicarelli, apesar de as reservas de hoteis e pousadas ainda serem poucas – entre 30% e 40% das vagas disponíveis -, a tendência é que haja um movimento expressivo. “Com o início do mês, as pessoas recebem seus salários e podem fazer reservas ainda. Além disso, acreditamos na tradicional ‘enforcadinha’ da sexta-feira e no movimento de ida e volta”, opina. A maioria das reservas até o momento é para a Ilha do Mel e Superagui.

Chicarelli ainda conta que a expectativa é de que cerca de 200 mil turistas viajam ao litoral neste recesso. “O maior movimento deve ser nos restaurantes porque tem muita gente que desce para o litoral só para almoçar ou para passar dois dias, ainda mais se estiver um tempo bom, com sol, como nos últimos dias”, espera.