Diferente do que aconteceu nos anos anteriores, o boleto com o valor do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) não será mais enviado para a residência dos condutores. Por isso, cada usuário precisará emitir sua guia de pagamento da taxa pessoalmente nos totens espalhados em shoppings e supermercados da cidade, pelo site do Detran ou aplicativo, disponível para Android e IOS.

A mudança aconteceu devido à Lei Federal 13.281, de novembro de 2016, que passou a incluir juros no pagamento das multas atrasadas. “Para licenciar o veículo é necessário quitar todos os débitos antigos, incluindo multas, seguro obrigatório e IPVA, então não conseguimos mais emitir o boleto com antecedência devido à contabilização dos juros”, explicou o chefe da primeira Ciretran de Curitiba, Valmir Moreschi.

Com isso, os condutores passam a receber em casa somente o aviso de vencimento e precisam emitir a guia de pagamento no site www.detran.pr.gov.br, no aplicativo Detran/PR ou ainda nos terminais de autoatendimento do Detran. Esses terminais estão localizados em alguns supermercados da capital e nos shoppings Palladium, Estação, Crystal, Pátio Batel e Jardim das Américas.

Alguns desses equipamentos já permitem realizar o pagamento na hora e aceitam cartão de débito de qualquer banco. Quem não conseguir efetuar o pagamento pode procurar os caixas automáticos do Banco do Brasil, que também aceitam pagamento com cartão de débito. Também é possível quitar o valor nas agências do Sicredi, Bancoob, Banco Rendimento e seus autorizados.

Economize tempo

Para evitar filas, Moreschi aconselha os condutores a efetuarem o pagamento na primeira quinzena do mês de vencimento e que façam isso utilizando os terminais eletrônicos. Placas de veículos terminadas em 1 e 2 terão o vencimento do licenciamento em agosto; as com final 3, 4 e 5 em setembro, os finais 6, 7 e 8 serão cobrados em outubro; e finais 9 e 0 no mês de novembro. “Todas as guias já estão disponíveis, então, quem tiver condições de acertar o valor antecipadamente já pode fazer isso”, afirma.

Após realizar o pagamento, o novo documento deve chegar na residência do condutor em até dez dias. Para isso, o Detran solicita que os proprietários mantenham seus dados atualizados, realizando as alterações necessárias nos posto de atendimento da instituição ou pelo site ao emitir o requerimento e encaminhar os documentos exigidos pelos Correios.