Londrina – A Secretaria Municipal do Ambiente (Sema) terminou, esta semana, os estudos sobre o andamento das obras de instalação do Parque Cabrinha, na região norte da cidade. Na última quarta-feira (dia 8), o relatório das atividades já desenvolvidas e o cronograma de trabalhos futuros foi entregue ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que havia solicitado a elaboração do documento no final do mês passado, logo após a prefeitura protocolizar pedido de Licença de Operação do Lago. A administração aguarda avaliação do documento pelo IAP para que a Licença de Operação seja autorizada, concluindo, assim, a terceira e última etapa de instalação do parque, na qual a barragem será fechada e os lagos serão cheios.

De acordo com o secretário municipal do Ambiente, Dirceu Fumagalli, no decorrer de cada etapa, o IAP solicita elaboração do relatório de atividades, que contém todos os procedimentos já realizados e o que ainda está em andamento. “Foi assim quando terminamos a primeira etapa e solicitamos a Licença de Instalação e, agora, quando solicitamos o Licença de Operação”, disse o secretário. Segundo ele, todas as medidas previstas no Plano de Controle Ambiental (PCA), no qual o relatório se baseou, foram executadas, como monitoramento das águas, reposição da mata ciliar e a revitalização vegetal. “A revitalização está sendo concluída agora, mas dependemos das condições do tempo. É necessário que chova para que a grama seja colocada e a arborização concluída.” Fumagalli explicou que o PCA ainda prevê monitoramento do parque, realização de debates com a comunidade e introdução do tema em aulas de educação ambiental para escolas da região, porém, segundo ele, esses trabalhos devem ser feitos a longo prazo, após a entrega do complexo de lagos.