As equipes de manutenção eletromecânica da Copel concluíram na noite de domingo (9) os trabalhos de recomposição da linha de transmissão de 138 mil volts entre as subestações Pinheiros, em Cascavel, e Assis Chateaubriand, na região oeste do Paraná. A linha de transmissão voltou a operar normalmente às 20h30 de domingo.

A linha estava desativada desde a tarde de 29 de outubro, quando uma tempestade com ventos de até 90 km por hora derrubou três torres metálicas de sustentação e danificou seriamente outras duas, num trecho próximo da localidade de Iracema do Oeste. As torres possuem 25 metros de altura e pesam em torno de 5 toneladas cada uma.

Chuvas no meio da semana retardaram o término dos serviços, previsto para a sexta-feira (7). Contudo, o atraso não chegou a afetar o abastecimento regional, que foi completamente restabelecido pela Copel momentos após o temporal, por meio de manobras operacionais no sistema elétrico, com a inversão do fluxo da energia entre as subestações.

Numa primeira avaliação dos danos provocados na linha de transmissão pelo vendaval, a força-tarefa composta por 35 eletricistas, técnicos e engenheiros da Copel e de empresas contratadas deveria reconstruir quatro torres. Porém, no decorrer dos trabalhos, observou-se que a fundação de uma quinta estrutura estava comprometida, exigindo sua substituição por razões de segurança.