As entregas de correspondências no Paraná devem ser normalizadas até quarta-feira. Depois de quatro dias de greve, os trabalhadores dos Correios do Paraná terão muito serviço para colocar em dia nesta semana. A classe retoma o expediente, nesta segunda-feira (7), com cerca de 4 milhões de produtos e correspondências que deixaram de ser entregues durante a paralisação no Estado.

A previsão dos Correios é de que até quarta-feira (9) todo o material acumulado chegue aos destinatários.

Desde a semana passada, a ineficiência dos serviços dos Correios, em decorrência da greve, vem causando transtornos pra quem espera as contas a pagar. De acordo com o Procon-PR, em casos onde a fatura, boleto ou carnê não cheguem ao domicílio, o consumidor precisa obrigatóriamente ligar para a instituição a qual ele deve, e perguntar qual outra forma eles oferecem para quitar do débito.

Para o Sindicato dos Trabalhadores nos Correios no Paraná (Sintcom-PR), o número de paralisação dos carteiros, iniciada no dia 1.º de abril, chegou a 90%. Os funcionários dos Correios decidiram encerrar a greve durante assembléia realizada no último sábado.

Mesmo rejeitando a proposta dos Correios, a classe aceitou o acordo que prevê a prorrogação por 90 dias dos 30% de abono de risco sobre o salário dos carteiros. Como a greve já havia terminado na maioria dos estados, o sindicato paranaense entendeu que não faria sentido o Paraná continuar sozinho com a paralisação.