Hoje é comemorado o Dia da Mentira no mundo todo, quando muitos aproveitam a data para inventar o que quiser. No entanto, quando o comportamento dura o resto do ano, é sinal que alguma coisa está errada. É preciso procurar ajuda. O mentiroso tem problemas de relacionamento tanto no trabalho quanto na vida social. Os pais devem ficar atentos ao comportamento dos filhos, pois muitas vezes o desvio de comportamento tem origem na infância.

O presidente do Conselho Regional de Psicologia, Dionísio Banaszewski, explica que até os 5 anos a criança vive num mundo de fantasias. Ela inventa uma série de histórias comuns para a idade. No entanto, a partir dessa fase, os pais devem ficar atentos com o comportamento relacionado a situações reais vivenciadas por ela. “Por exemplo, se ela quebra um copo e inventa uma história para esconder o fato com medo de ser penalizada, ela está mentindo”, explica. Outra situação comum é as crianças esconderem algum problema que ocorreu na escola.

Nesses casos, os pais devem incentivar os filhos a falar a verdade. Depois que o fato for narrado, procurar orientá-las questionando qual a ação correta que deveriam ter praticado. No entanto, nessa hora é comum os pais meterem os pés pelas mãos. A única coisa em que pensam é aplicar o castigo. A criança vai achar que é melhor esconder a verdade. Por outro lado, não dá para considerar que está tudo bem só porque o filho falou a verdade. “Orientar é o caminho”, reforça Dionísio.