Curitiba assinou nesta quinta-feira (24) o termo de cooperação para integrar-se ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça.

O secretário da Defesa Social do município, coronel Itamar dos Santos, esteve em Brasília com o secretário-executivo do Programa, Ronaldo Teixeira, e com o coordenador de Assuntos Federativos, Vicente Trevas, para firmar a adesão.

Durante a reunião, Ronaldo Teixeira explicou os princípios do Pronasci e algumas das 94 ações que a capital paranaense pode escolher. A capacitação dos profissionais de segurança pública, a oferta de financiamentos habitacionais para os policiais e a melhoria no sistema prisional, inclusive na assistência aos presos, são algumas delas.

O secretário-executivo também citou a medida provisória assinada esta semana pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva que institui os projetos Bolsa Formação, Reservista Cidadão, Mulheres da Paz e Proteção de Jovens em Território Vulnerável (Protejo).

O Pronasci é uma resposta do governo federal para o enfrentamento da violência. A proposta é potencializar as ações com uma nova relação federativa entre união, estados e municípios, que passarão a trabalhar juntos na questão da segurança pública.

A mudança de paradigma proposta no Programa centraliza a questão da criminalidade em sua raiz, com ações preventivas e o apoio das comunidades. Para o coronel Itamar dos Santos, a expectativa é de que a segurança pública melhore visivelmente com o Pronasci.

Segundo ele, o município está mais violento, com crimes antes não ocorridos no estado. De acordo com estatística do Ministério da Justiça, em 2005 Curitiba apresentou uma taxa de homicídio de 38,1% por 100 mil habitantes.  E por isso, faz parte das 11 regiões metropolitanas prioritárias do Programa.

A Agência MJ mantém um serviço de Ouvidoria à disposição de todos os meios de comunicação e instituições que recebem nossos informes. Dúvidas, solicitações, críticas e sugestões serão recebidas por meio de nosso correio eletrônico: agenciamj@mj.gov.br. Essa interação é fundamental para o aperfeiçoamento do nosso trabalho. Fones: (61) 3429 3315 ou 34293135