A partir do próximo ano, Curitiba será a terceira cidade do País a ter curso preparatório para o Instituto Rio Branco (IRBr), vinculado ao Ministério das Relações Exteriores. Ontem, o ministro interino das Relações Exteriores e secretário-geral das Relações Exteriores, embaixador Samuel Pinheiro Guimarães Neto, esteve na capital para a cerimônia de instalação do novo curso. O IRBr – responsável pela seleção e formação dos diplomatas brasileiros, conhecido por causa da rigidez para o ingresso em seus quadros – foi fundado em 1946 e tem sede em Brasília.

As aulas devem começar em março de 2006, e serão parte do curso de especialização em Diplomacia e Negociações Internacionais das faculdades Unibrasil. "O curso terá status de pós-graduação lato sensu (especialização) e ao mesmo tempo objetiva preparar os alunos para o concurso do IRBr", explica o advogado Durval Noronha Goyos, um dos responsáveis pelo conteúdo programático do curso. Ele explica que o perfil acadêmico e a organização do curso são de acordo com as regras exigidas pelo Itamaraty.

Para Goyos, a escolha de criar um curso desse nível em Curitiba é porque a cidade atualmente é um pólo importante de captação de investimento estrangeiro e para as relações internacionais com o Mercosul como global. "A cidade também já atingiu excelência acadêmica em diversas áreas para quem quer ser diplomata, como o Direito e Relações Internacionais."