Um grupo de trabalho formado pela Prefeitura de Curitiba, Urbs, Guarda Municipal e polícias Civil e Militar vai coibir o vandalismo e depredação em estações tubo, terminais de ônibus e painéis de informação. As ações previstas vão desde a conscientização de crianças e jovens nas escolas, até a responsabilização dos identificados.

As atividades operacionais sustentam-se no relatório do Centro Operacional de Controle. O documento indica que houve, em um período de um ano, 41 furtos de câmeras, painéis com placa de led, cabos e conectores; 24 atos de vandalismo (pichações, quebra de policarbonato; quatro furtos de swicht (gateway para a rede de longa distância (WAN) ou Internet corporativa); e 162 vandalismo em ônibus, catracas, estações tubo e vidros. As ocorrências acarretaram em um prejuízo de R$ 1,1 milhão aos cofres do Município.

Esta foi a primeira reunião do grupo, que pretende monitorar e coibir o vandalismo em equipamentos do transporte coletivo e outros equipamentos municipais.

As imagens captadas pelas câmeras instaladas pela Urbs em terminais e estações tubo foram entregues para as polícias Civil e Militar e estão no site da Prefeitura. A intenção é identificar os vândalos. Denúncias e informações podem ser feitas pelo telefone 153, da Guarda Municipal.