Milhares de professores e servidores públicos do Paraná realizam, na manhã desta segunda-feira (1º), uma grande manifestação pelo Centro de Curitiba. Em greve, os professores reivindicam 4,94%, referente a inflação dos últimos 12 meses e negociação valores dos atrasados. A defasagem acumulada passa de 17%, segundo a APP-Sindicato. Eles cobram ainda a retirada de um projeto que modifica por completo a carreira dos servidores.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

“São muitos servidores, de muitas categorias, que estão reunidos para uma manifestação de trabalhadores que estão há quatro anos sem um real de reajuste, sem reposição da inflação que está acumulada em 17%. Ficamos em uma situação difícil. É muito importante que a gente consiga um diálogo, e que seja cumprido aquele que ele (governador Ratinho Jr) nos prometeu: sentar com a categoria para negociar”, disse Estela, professora aposentada.

De acordo com Hermes Leão, presidente da APP-Sindicato, “o governador tenta colocar a sociedade contra os servidores, dizendo que para repor os salários seria necessário aumento de impostos. Isso não é verdade. Ele fez campanha eleitoral prometendo pagar a data-base”, disse.

Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná
Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

O que os servidores querem?

Pagamento da Data-base; Retirada do Projeto de Lei Complementar 4/2019 da ALEP que modifica a carreira do funcionalismo público estadual; Abertura de concurso público; Defesa da Previdência Pública; Humanização da perícia médica no Estado; Melhores condições de atendimento da saúde dos(as) servidores(as); Garantia do direito de greve e retirada das faltas atribuídas ilegalmente; Concessão de licenças especiais.

A manifestação segue até o Palácio Iguaçu, no Centro Cívico, onde os servidores vão cobrar uma reunião com o governador Ratinho Jr.

E as aulas?

Em Curitiba a paralisação afeta 66% das escolas, o que configura 163 unidades. Para a APP-Sindicato, 80% da categoria está mobilizada.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Após acidente na Av das Torres, ‘motorista’ bêbado é caçado pela polícia