Quatro professores com deficiência visual de Cascavel, aprovados em concurso público e que aguardavam desde o início do ano para assumir os cargos, acabam de receber a nomeação do governo do Estado, preenchendo vagas na própria cidade. De acordo com o Departamento de Ensino Especial da Secretaria de Educação do Paraná, esses foram os últimos deficientes visuais a preencherem seus cargos de todos os aprovados no concurso para pedagogos, realizado pelo governo do Estado no final do ano passado.

A demora de quase cinco meses para assumir os cargos gerou inquietação por parte de alguns aprovados, mas segundo o chefe do Núcleo Regional de Educação em Cascavel, professor José Oliveira Rocha, isso aconteceu por causa dos exames médicos diferenciados exigidos aos deficientes. "Eles passam por dois tipos de perícia: um de caráter fisiológico, que avalia as condições de saúde para exercer os cargos, e outro que procede de acordo com a deficiência apresentada", explicou o professor. "Como a segunda demorou, eles estavam inquietos. Enfim, todos foram considerados plenamente capacitados e receberão as instruções do departamento de recursos humanos para indicações finais", completou.

Especial

No Estado, outras áreas também abrigam professores portadores de deficiência visual, auditiva ou física. Entre eles, alguns já estão atuando e outros devem assumir os cargos em breve.