O primeiro dos três voos com as doses da vacina da Coronavac pousou por volta das 19 horas desta segunda-feira (18) no aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região metropolitana da capital. O voo estava programado para chegar às 13 horas, mas acabou atrasando por causa de uma falha de logística do Ministério da Saúde.

A carga deve seguir para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, no Jardim Botânico, e depois para o Hospital do Trabalhador, por volta das 20 horas, onde oito profissionais da saúde receberão as primeiras doses do imunizante no estado.

LEIA TAMBÉMGreca mantém para quarta-feira início de vacinação contra covid-19 em Curitiba

O avião da Latam número 3439, que trouxe as primeiras 120 mil doses em 50 caixas do imunizante CoronaVac, produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, pousou no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, às 18h53 desta segunda-feira. A conquista acontece 314 dias depois dos primeiros seis casos da doença, no dia 12 de março de 2020.

As vacinas serão aplicadas ainda nesta segunda-feira em oito profissionais da área de saúde e da gestão hospitalar no Hospital do Trabalhador, em Curitiba, também como homenagem aos 74 anos da instituição. Serão dois técnicos de enfermagem, um enfermeiro, um médico, um fisioterapeuta, um nutricionista, um fonoaudiólogo e um encarregado da higienização.

“Esta é uma data histórica! As vacinas estão chegando ao Paraná. Viva o SUS, viva o Paraná! Vamos vacinar os profissionais de saúde e vamos em frente”, afirmou o secretário estadual da saúde, Beto Preto.

Vacinação aconteceria quarta-feira, mas foi adiantada

Após um acordo entre o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, e governadores, o Paraná decidiu antecipar para esta segunda-feira a vacinação. A previsão anterior era de que o processo tivesse início em todo o Brasil quarta-feira (20), às 10 horas.

“Declaro aberta a campanha de vacinação contra o coronavírus no estado do Paraná. A partir de hoje, escreveremos um novo futuro. Que Deus nos abençoe a todos!”, publicou o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) em uma rede social por volta das 10 horas.

Até agora, o Paraná tem garantidas 265,6 mil doses da vacina Coronavac, que devem chegar em 6.640 caixas nesta segunda-feira (18), segundo o Ministério da Saúde. Até sexta-feira (15), a expectativa de 400 mil doses para o Paraná, sendo 300 mil de Coronavac importadas da China pelo Instituto Butantan e 100 mil doses da Oxford/AstraZeneca importadas da Índia pelo Ministério da Saúde. Entretanto, o governo da Índia travou o envio de doses sob a alegação de que vai priorizar as doses para a vacinação no próprio país.

Distribuição em todo o Paraná

As doses serão distribuídas para a Capital e os demais municípios a partir desta terça-feira (19). Até lá, ficarão armazenadas em câmaras frias no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), que fará o trabalho de separação para as regionais de Saúde.
Das 265.600 doses, 22.720 estão reservadas para a população indígena e 242.880 para profissionais de saúde que atuam diretamente na pandemia, idosos que vivem em asilos e seus cuidadores e pessoas com deficiência severa. Elas serão aplicadas em 126 mil pessoas, sendo a maior parte profissionais da saúde: 102.959.

Serão distribuídas 132.300 doses na primeira etapa no Paraná – são duas doses por pessoa. As demais ficarão armazenadas no Cemepar até o intervalo ideal da Coronavac, de três semanas (21 dias), para garantir a segurança e o controle de temperatura.

A distribuição será feita com três aviões, que foram incorporados à frota aérea, além de caminhões com baús refrigerados e veículos menores, englobando todo o Estado. Serão, a princípio, seis rotas aéreas. O Paraná tem 1.850 salas de vacinação.
A estrutura paranaense para a reserva dos imunizantes conta com 21 câmaras frias, freezers para produção de gelo, equipamentos de ar-condicionado, contêineres refrigerados de 40 pés e caminhões refrigerados.

A Secretaria Estadual da Saúde já distribuiu aos municípios 1,7 milhão de insumos. Foram seringas 25 x 0,6, seringas 25 x 0,7, máscaras descartáveis, face shields, aventais e carteirinhas de vacinação.


Confira a previsão das doses que serão entregues para as regionais de Saúde:
1ª – Paranaguá – 2.240
2ª – Metropolitana – 39.240
3ª – Ponta Grossa – 6.000
4ª – Irati – 1.520
5ª – Guarapuava – 5.920
6ª – União Da Vitória – 1.540
7ª – Pato Branco – 4.840
8ª – Francisco Beltrão – 2.680
9ª – Foz do Iguaçu – 5.160
10ª – Cascavel – 8.240
11ª – Campo Mourão – 3.440
12ª – Umuarama – 3.120
13ª – Cianorte – 1.240
14ª – Paranavaí – 3.040
15ª – Maringá – 9.360
16ª – Apucarana – 4.000
17ª – Londrina – 13.960
18ª – Cornélio Procópio – 3.600
19ª – Jacarezinho – 3.400
20ª – Toledo – 5.360
21ª – Telêmaco Borba – 1.880
22ª – Ivaiporã – 2.760
PARANÁ – 132.540.