A organização e a realização de festas clandestinas durante a pandemia de covid-19 agora podem ser denunciadas pela internet, em um canal criado pela Secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho do Paraná. De acordo com a pasta, o objetivo do serviço é servir de apoio para as polícias no combate às baladas e a quem insiste em descumprir as medidas adotadas pelas autoridades sanitárias. Clique aqui para denunciar, de maneira anônima ou com sua identificação.

LEIA TAMBÉM – Taxa de isolamento social em Curitiba segue não sendo ideal apesar da bandeira vermelha

Ao fazer uma denúncia, uma das recomendações é anexar os prints de convites e conversas sobre as festas clandestinas, além de fotos e vídeos dos eventos irregulares que já aconteceram ou qualquer informação extra, que materialize a informação. A ideia, segundo a Secretaria de Justiça, é registrar aglomerações passadas ou convites para festas que vão acontecer, deixando aquilo que é em tempo real para os canais tradicionais das forças de segurança.

LEIA AINDA – Prefeitura deve decidir nesta sexta-feira se mantém ou não lockdown com bandeira vermelha em Curitiba

“Tanto os organizadores quanto os frequentadores destas baladas clandestinas estão em total desrespeito à lei e às normas de saúde pública, causando imensos danos à população que está se cuidando durante a pandemia. E mais, essas pessoas podem colocar a vida de seus pais e demais familiares em risco”, alertou o secretário da pasta, Ney Leprevost.

E com a festa rolando?

Se alguém constatar a realização da balada clandestina enquanto ela está acontecendo, a recomendação da Secretaria da Justiça é de que a ligação seja feita no telefone 190 ou para a guarda municipal de seu município. Em Curitiba, a ligação pode ser feita pelo telefone 153 da Guarda Municipal ou também, pela Central 156 da prefeitura.