Responsáveis pela concessionária Ecovia Caminhos do Mar e pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER) se reuniram, na noite da última sexta-feira, com moradores do Jardim Cristal e da Vila Bonde, em São José dos Pinhais, na região Metropolitana de Curitiba. O objetivo era discutir a construção de uma passarela para pedestres no quilômetro 71 da BR-277, nas proximidades do Contorno Leste.

Na reunião, a Ecovia afirmou que a responsabilidade pela construção da passarela é do DER. Sendo assim, o órgão estadual se comprometeu a fazer um estudo sobre a viabilidade da obra e, na seqüência, se a construção for aprovada, repassar a responsabilidade pela execução à concessionária. “Há tempos pedimos por essa passarela”, disse o líder sindical Paulo Pissinini. “São cerca de cinco mil moradores do Jardim Cristal e da Vila Bonde, que diariamente se arriscam ao atravessar a rodovia. Devido à falta da passarela, já ocorreram diversos acidentes e mesmo mortes na altura do quilômetro 71”.

De acordo com a Ecovia, “a passarela reivindicada pelos moradores da região havia sido autorizada pelo DER-PR em dezembro de 2002, mas com a mudança na direção do Departamento, a autorização foi suspensa sob alegação de que a obra causaria desequilíbrio econômico-financeiro no Contrato de Concessão”.