Ruas em péssimo estado de conservação, fluxo intenso de veículos e insegurança nas vias residenciais são reclamações recentes dos moradores do Bairro Alto, em Curitiba. Desde o primeiro semestre de 2018, algumas ruas da região precisaram ser usadas como desvio durante a obra de duplicação da Rua Konrad Adenauer. A mudança faz parte da contrapartida para construção do novo Jockey Plaza Shopping, no Tarumã, mas acabou com as ruas do Bairro Alto e com o sossego dos moradores.

A comerciante aposentada Maria Aparecida, de 63 anos, está entre eles. Há 37 anos na Rua Ada Macaggi, ela nunca viu tantos carros e caminhões pesados trafegando em frente à sua casa. “Esses veículos são obrigados a usar nossa rua, mas o asfalto não é forte o suficiente para um fluxo tão grande porque aqui tem só o antipó”, afirmou.

O problema começou no início deste ano, quando parte da Rua Konrad Adenauer – na altura do Regimento da Polícia Montada Coronel Dulcídio – foi interditada para obras, obrigando motoristas que seguiam sentido Centro ou sentido bairro a buscar desvios. A opção foi contornar pelas ruas Percy Feliciano de Castilho, Ada Maccagi e Rua Napoleão Bonaparte, que receberam todo o fluxo de veículos. “Podiam ter usado vias com asfalto melhor, mas escolheram essas, que já eram ruins antes disso acontecer”, reclamou Maria.

De acordo com ela, o alto fluxo de carros, tratores e caminhões começa às 5h e segue durante todo o dia, com picos às 7h30, meio-dia e no fim da tarde. “Isso fez com que buracos enormes se abrissem na rua e gerassem muito pó. Não dá nem para deixarmos as janelas abertas. Não conseguimos manter a casa limpa”, reclamou.

Velocidade

Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Além de manterem as casas fechadas, os moradores caminham pelas ruas com medo devido à alta velocidade de alguns veículos que passaram a trafegar na região. “Eu sempre levo minha filha para a creche por esse caminho, mas tenho ficado muito preocupada porque o movimento está bem alto e os carros passam rápido”, disse a professora Cleomara Pereira, de 28 anos.

A preocupação, segundo ela, piorou ainda mais na última semana. “Vieram tampar os buracos com pedras. Só que a rua continua horrível e agora essas pedras podem atingir a gente quando os carros estão correndo”, reclamou Cleomara.

A situação fez com que a família da costureira Maria Madalena Mufatto, de 76 anos, evitasse passar pelo local. “Eu moro na Rua Napoleão Bonaparte e meu marido sempre passava por esse desvio. Só que decidimos fazer um caminho mais longo por ser mais seguro”, comentou a aposentada, que já viu diversos acidentes na região. “Nenhum deles foi grave, mas sabemos que pode acontecer algo pior aqui”, alertou.

Manutenção e asfalto novo

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP), a manutenção das ruas utilizadas como desvio na região tem sido realizada pela construtora contratada pelo Jockey Plaza Shopping. A duplicação da Rua Konrad Adenauer e conservação das demais vias atingidas pela obra é uma contrapartida para a instalação do empreendimento no local.

A prefeitura informa que já comunicou a empresa a respeito da situação emergencial das ruas e afirmou que os buracos deverão ser fechados até o próximo sábado (1.º). A secretaria também planeja revitalizar completamente o pavimento das ruas Napoleão Bonaparte e Ada Macaggi após o encerramento da duplicação.

A previsão é de que o shopping de 200 mil metros quadrados e 420 lojas seja inaugurado em abril de 2019, data em que a Rua Konrad Adenauer também deve estar pronta.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Acusação contra Cris Brittes é uma ‘aventura jurídica’, diz defesa