As multas por excesso de velocidade emitidas entre os dias 14 e 24 de abril e que foram geradas a partir de imagens captadas por 24 equipamentos de fiscalização eletrônica instalados nas ruas do município de Ponta Grossa e que estão com sinalização inadequada não serão validadas pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran/PR). A decisão foi tomada em função da Deliberação nº 37, do Conselho Nacional de Trânsito, que cancelou as notificações de equipamentos inadequados nesse período e concedeu mais 90 dias de prazo para o cumprimento da Resolução 141/02, que dispõe sobre o uso, localização, instalação e operação de equipamentos de fiscalização eletrônica.

Dos 25 radares em operação no município de Ponta Grossa, somente um, instalado à rua Carlos Cavalcante, próximo ao n.º 853, já estava em conformidade com a Resolução 141. Por isso, as multas emitidas a partir das imagens captadas por este equipamento serão cobradas regularmente pelo Detran, que é o órgão conveniado pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa para fins de fiscalização, autuação e imposição de penalidade de multa em infrações de estacionamento, parada e circulação na cidade. O convênio possui vigência até o próximo dia 11 de junho.

Os proprietários de veículos e condutores que passaram com velocidade acima da permitida e que foram identificados por esses 24 radares no período de 14 a 24 de abril, sequer receberão a notificação de autuação.

Segundo o diretor-geral do Detran/PR, Marcelo Almeida, todos os equipamentos instalados pela Prefeitura de Ponta Grossa para o controle da velocidade foram vistoriados no início de abril. “Constatamos completo desrespeito às determinações do Contran. Todas as irregularidades foram anotadas e encaminhadas à prefeitura municipal para adequação. As principais irregularidades referem-se à instalação e sinalização dos equipamentos”, revela Almeida.

Além de Ponta Grossa, os radares em operação no município de Francisco Beltrão também passarão por vistoria no mês de maio. O município também mantém convênio com o Detran para a fiscalização do trânsito na cidade. “Queremos agilizar a vistoria em Francisco Beltrão para que o município tenha tempo de realizar as adequações necessárias dentro do novo prazo fixado pelo Denatran, que expira no dia 24 de julho próximo”, destacou Almeida.