O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) reforçou equipes e ampliou o expediente para finalizar esta semana, em regime de urgência, processos de primeiro emplacamento e transferência de veículos. A preocupação é com o expediente diferenciado dos Detrans de outros estados neste fim de ano e com os usuários que viajam no início de janeiro.

A medida é a última fase de uma operação que revisou e finalizou, somente em dezembro, mais de 21 mil processos extras de primeiro emplacamento e transferência.

O número representa um aumento de 15% na capacidade mensal do departamento, que deve somar 140 mil documentos veiculares emitidos no último mês do ano e ultrapassar a marca de 1,3 milhão entregues em 2011.

“Queremos dar ainda mais agilidade aos processos neste final de ano, quando a procura aumenta. O primeiro emplacamento, por exemplo, é feito, desde junho, em no máximo 24 horas em Curitiba e 48 horas nas cidades do interior.

Antes, o documento, que é obrigatório para a circulação nas estradas e vias de todo o País, poderia demorar até 10 dias para ficar pronto”, disse o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Em Curitiba, o expediente no setor que atende os despachantes foi ampliado. A expectativa é concluir nesta terça-feira (27) todos os processos abertos. Na capital, são realizados todos os meses cerca de 9,5 mil processos de primeiro emplacamento, mais de 21,5 mil transferências de propriedade entre cidades paranaenses e 4,4 mil registros de outros estados.

No interior do Estado, as equipes reforçadas com mais funcionários concluíram 20,9 mil processos, além dos realizados normalmente. Em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, foram 4 mil documentos revisados e finalizados. Em Maringá, na região Noroeste, foram 3,5 mil processos.

Londrina e Apucarana, no Norte Pioneiro, somaram 4,2 mil documentos, enquanto Cascavel, Foz do Iguaçu e Medianeira, no Oeste do Estado, tiveram 2,6 mil, 2 mil e 700 processos concluídos, respectivamente. Na Região Metropolitana de Curitiba, as unidades do Detran nas cidades de Araucária e Campo Largo finalizaram cerca de 2 mil processos cada.