Usuários do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) devem ter, a partir dos próximos meses, atendimento padronizado em todos os despachantes credenciados à autarquia. O Código de Normas e Procedimentos para Registro de Veículos do Estado (Conprove), prevê serviços feitos com mais agilidade, segurança e menos burocracia. Assim, documentos que levavam até 4 dias para emissão poderão ficar prontos em 20 minutos.

A mudança está no compromisso firmado com os despachantes, que vão ter mais autonomia e não precisam encaminhar a documentação física para análise prévia. O registro será feito online e analisado somente depois da emissão. “A auditoria será mantida, mas nos processos já finalizados e não em cada etapa. Teremos a mesma segurança, mas otimizamos o procedimento”, explica o diretor-geral do Detran Paraná, Marcos Traad.

“Com isso, o usuário é atendido com rapidez, o despachante presta o serviço em menos tempo e os servidores do Detran podem passar a realizar outras atividades, além da revisão”, completa ele.

A expectativa é reduzir o prazo para emissões de certidões veiculares diversas ainda neste mês.  Até o final do ano as mudanças devem agilizar também a segunda via de Certificado de Registro de Veículo (CRV) e primeiro emplacamento, facilitando a vida do cidadão paranaense em processos de veículos, tanto no despachante quanto no Detran, que continua realizando os serviços normalmente.

Código

De acordo com o Sindicato dos Despachantes de Veículos no Estado do Paraná (Sindepar), o Conprove será implantado gradativamente em todas as regiões e sofrerá evoluções continuamente, para contemplar uma gama maior de procedimentos. A meta é englobar temas que os há muito tempo os não passam por mudanças e desburocratização.

“Essas mudanças significam mais rapidez e agilidade para o usuário. A autonomia vai implicar na maior responsabilidade dos despachantes, e isso é um voto de confiança do governo Beto Richa”, destaca o presidente do Sindepar, Everton Calamuci.

Para o coordenador de veículos do Detran, Nelson Lambach, o Código coloca o registro de veículos em conformidade com as novas tecnologias e diretrizes de segurança processual. “É uma maneira de dar maior autonomia aos despachantes e tornar o processo mais célere e menos burocrático, unificando em um único documento todas as orientações para veículos no Paraná”, afirma.

Simpósio

No último sábado (18), o Detran participou do 1° Simpósio do Sindicato dos Despachantes do Estado do Paraná, em Foz do Iguaçu. O encontro estadual serviu para o debate de questões veiculares de caráter técnico junto aos credenciados à autarquia.

O coordenador de veículos da autarquia falou sobre dados referentes aos processos veiculares movimentados e no funcionamento de postos avançados, deveres e proibições, além de medidas adotadas pelo Departamento e questões legais de procedimentos.

O assessor de Assuntos Operacionais do Detran, Abdo Tarbine, falou de assuntos pontuais referentes às Ciretrans e, por fim, o diretor-geral Marcos Traad, reforçou a abertura do diálogo pelo Governo do Paraná.