Os contribuintes que já receberam o carnê do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) começam a quitar o imposto a partir da próxima segunda-feira (dia 26). Conforme o secretário Municipal de Fazenda, Denílson Vieira Novaes, o primeiro lote de carnês foi entregue com antecedência aos londrinenses. “O contribuinte tem um bom tempo para pagar o IPTU até o seu vencimento já que os Correios iniciaram a entrega nas residências no dia 15 de janeiro”, comentou.

De acordo com ele, a secretaria realiza um escalonamento dos vencimentos, com o objetivo de não sobrecarregar os Correios – que entregam os carnês – e a rede bancária do município, responsável por receber o pagamento. “É uma medida que ajuda no atendimento aos contribuintes. A distribuição dos carnês é feita de acordo com as datas de vencimento”, explicou.

Denílson Novaes afirmou que as datas de vencimentos foram distribuídas nos primeiros três meses deste ano. “Temos carnês vencendo no final de janeiro, durante todo o mês de fevereiro, e até o dia 16 de março, última data de vencimento”, observou. Conforme o secretário este é um procedimento que contribui positivamente na hora de pagar o imposto. “Todo londrinense terá um bom tempo para planejar o pagamento”, garantiu.

O secretário de Fazenda lembrou que o contribuinte deverá tomar cuidado com as viagens e a atualização de endereço. “São situações que prejudicam na hora do recebimento dos carnês. A pessoa que mudou de residência pode procurar a praça de atendimento, na prefeitura, e mudar o endereço antigo pelo novo”, alertou.

Denílson Novaes disse ainda que o interessado que não quiser esperar pelo carnê pode emitir a 2ª via do IPTU pela Internet, no site http://home.londrina.pr.gov.br/servicos/iptu/segundavia. “É só digitar o número de identificação do carnê do ano passado, escolher a forma de pagamento, conferir a data, e emitir a 2ª via”, completou.

O secretário de Fazenda explicou também que a pessoa que procura a prefeitura para conseguir informações sobre a isenção do IPTU não deve se preocupar. “Ainda está muito cedo para isso. O contribuinte isento deve nos procurar a partir de fevereiro, quando o movimento for menor”, enfatizou.

Para este ano, a Secretaria de Fazenda deverá emitir, de acordo com Novaes, cerca de 180 mil carnês de IPTU. “Quem tiver condições, poderá pagar o imposto à vista e conseguir 10% de desconto. É uma opção interessante para quem tem disponibilidade de realizar esta forma de pagamento”, salientou.