Foto: DP/Divulgação

Abdo: democratização.

Fundado em 4 de março de 1963, o Diário Popular (DP) mantém seu compromisso de fazer um jornalismo sério e com qualidade, mostrando os universos policial, esportivo, social, político, econômico e cultural, principalmente do Paraná. Ao longo destes 44 anos, completados neste domingo, o jornal passou e acompanhou todas as transformações tecnológicas e de mercado que ocorreram nas últimas décadas.

Do linotipo ao universo online, o Diário Popular conquistou fidelidade de seus leitores e credibilidade por parte de seus anunciantes e fornecedores. Sempre imprimindo em suas páginas notícias de relevante importância, o jornal escreveu a história do Paraná e do Brasil, seguindo seus ideais democráticos e de liberdade de imprensa.

O presidente e fundador do Diário Popular, jornalista Abdo Aref Kudri, afirma que durante todos esses anos, o jornal continuou independente e imparcial na hora de examinar e divulgar os fatos e batalhar pelas causas paranistas e de seu povo. ?O jornal não se curvou a ninguém e a nada. Aplaudimos, criticamos, fustigamos, homenageamos, elogiamos quando foi preciso, apoiamos as causas justas, mantendo sempre a liberdade de expressão, de divulgar os fatos com imparcialidade. O DP ajudou a democratizar o País, fator importantíssimo na história. Nós temos o prazer de ter colaborado para escrevê-la?, orgulha-se, o jornalista.

O Diário Popular, apesar de todas as turbulências políticas e econômicas pelas quais passou o País e o setor de imprensa, investe em equipamentos e profissionais para garantir a qualidade e a seriedade do jornalismo que vem praticando há mais de quatro décadas. Os recursos são aplicados na melhoria das áreas administrativa, redacional, gráfica e na impressão.

Ao longo desse período, o jornal vem promovendo duas iniciativas que já fazem parte da imprensa paranaense: a edição especial ?Melhores do Ano? e a premiação ?Chuteira de Ouro?. A primeira realização homenageia personalidades que contribuíram para o desenvolvimento social, econômico e cultural do Estado em suas áreas de atuação. A segunda, voltada ao universo esportivo, é um troféu que presta homenagem aos craques que brilharam no campeonato paranaense.