A BRF (dona das marcas Sadia, Perdigão e Qualy) anunciou nesta terça-feira (4) um investimento de R$ 292 milhões na ampliação de suas linhas de produção no Paraná. A gigante dos alimentos deve aplicar o montante nas plantas de Toledo, Ponta Grossa, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Carambeí e Paranaguá.

LEIA TAMBÉM:

>> Participação feminina no mercado de trabalho deve crescer mais que a masculina na próxima década

>> Contratação de aprendizes legais cresce 47% no Brasil em 2021

Um dos destinos deste aporte será a retomada da produção de perus na unidade de Francisco Beltrão, finalizada no segundo semestre de 2018. Desde então, a planta se voltou apenas para a produção de frangos. O movimento de retomada deve gerar 400 empregos diretos na região Sudoeste, além de integrar 200 produtores da região. A produção deve começar em novembro deste ano, com estimativa de abate de 7,5 mil perus por dia a partir de 2022.

A reativação do processamento de perus em Francisco Beltrão teve como motor a habilitação que a planta recebeu para exportar peru para o México.

Em todas as unidades em solo paranaense, a BRF emprega 18,5 mil pessoas e tem cerca de 2 mil produtores integrados. Além das seis unidades industriais e do centro administrativo, a empresa tem um centro de distribuição em Londrina. Por aqui, a empresa produz principalmente cortes de frangos e de suínos e alimentos congelados.